Estrelas Além do Tempo: elas tiveram papel importante nas conquistas da NASA


Estrelas Além do Tempo: filme dirigido por Theodore Melfi

PARA CONQUISTAR O ESPAÇO FOI PRECISO VENCER AS BARREIRAS DA INTOLERÂNCIA

No cinema, há diferença entre explorar estereótipos e trabalhar com arquétipos. Estrelas Além do Tempo, filme de 2016 dirigido por Theodore Melfi lida com os dois na medida certa. Há personagens que estão ali apenas representar o preconceito e a intolerância. Mas há os que personificam o impulso humano que nos move na direção das grandes conquistas.
        O filme trata de uma face pouco lembrada da corrida espacial nos anos 60: enquanto os americanos tentavam superar os soviéticos, para mostrar que o capitalismo era mais eficiente e produtivo que o socialismo, tinham que lidar com a chaga do segregacionismo, que separava brancos e negros em todos os lugares públicos. Dentro da NASA não era diferente. Katherine G. Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson eram três mulheres inteligentes, talentosas e supercapacitadas, que precisavam fazer seu trabalho com precisão e ainda carregar o peso do preconceito à cor de suas peles.
        As três personagens tiveram importante papel nas conquistas da NASA. Uma era computadora e lidava com cálculos cruciais, outra era pioneira na programação dos imensos computadores que prometiam substituir os humanos e a terceira era engenheira com atributos de inventividade e criatividade que a destacavam. O roteiro de Allison Schroeder e Margot Lee Shetterly deu espaço para ótimas atuações de Taraji P. Henson, Octavia Spencer, Janelle Monáe. Kevin Costner também convence como o diretor visionário que coloca a administração do seu projeto à frente de qualquer preconceito. 
        Estrelas Além do Tempo é um filme edificante. O roteiro segue linear, passando por cenas óbvias, mas necessárias. Os personagens fazem exatamente o que se espera deles, e por isso não decepcionam. As barreiras raciais nos Estados Unidos ainda estão longe de serem vencidas, mas ao menos nesse filme elas foram chutadas para o espaço.


Fabio Belik é autor do livro Ventania

Um romance com sotaque de cinema. Em 278 páginas narra a história de Daniel, um garoto de 9 anos que em 1969 se vê às voltas com o abandono, vivendo momentos de amadurecimento e superação. À venda no Clube de Autores.



Filme: Estrelas Além do Tempo

Data de produção: 2016
Direção: Theodore Melfi
Roteiro: Allison Schroeder e Margot Lee Shetterly
Elenco: Janelle Monáe, Octava Spencer, Taraji P. Henson e Kevin Costner

Comentários

Leia também:

Junte-se aos seguidores da Crônica de Cinema