Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Romance

Ghost - Do Outro Lado da Vida: o amor nunca morre

Imagem
Ghost - Do Outro Lado da Vida: filme dirigido por Jerry Zucker UMA HISTÓRIA DE AMOR DESPUDORADAMENTE SENTIMENTAL Patrick Swayze sentado atrás de Demi Moore, ambos manipulando a argila sobre a roda de oleiro, ao som da canção Unchained Melody. Há muito essa imagem deixou de ser cena de filme e virou ícone romântico, com potencial para continuar arrancando suspiros de futuras gerações. Ghost – Do Outro Lado da Vida foi realizado em 1990 e continua funcionando muito bem. Ludy e eu tropeçamos nele outro dia, enquanto vasculhávamos a programação da TV por assinatura e imediatamente nos acomodamos no sofá, para acompanhar essa história já conhecida, mas envolvente.           É muito fácil se render ao filme. Ele foi construído ao redor de dois conceitos poderosos, há muito incrustrados na cultura ocidental: o amor romântico e apaixonado como pilar dos relacionamentos e a imortalidade da alma, que arrefece nossas angústias diante da finitude da vida. Apesar de contar uma história de amor des

A Casa do Lago: um remake que acertou na atmosfera romântica

Imagem
A Casa do Lago: filme dirigido por Alejandro Agresti PRODUÇÃO AMERICANA, DIRETOR ARGENTINO E ENREDO ORIENTAL – Como é que ainda não tinha visto esse filme? – perguntei em voz alta, enquanto inspecionava os créd itos finais co m o controle remoto na mão.          – Pois eu é que te pergunto! – ironizou Ludy. – Com essa, é a terceira vez que assisto!         – É que eu pensei que era só mais um romancezinho enjoado...         Para minha surpresa, A Casa do Lago , filme de 2006 dirigido pelo argentino Alejandro Agresti, está longe de ser uma daquelas produções românticas feitas para agradar apenas ao público feminino, com apelos fáceis e clichês em série. Tem conteúdo, ritmo, uma atmosfera envolvente e muito charme. Ou seja: é cinema de qualidade.         Na minha mente, o par Keanu Reeves e Sandra Bullock ainda estava associado aos filmes de ação rasos, repletos de tiros, bombas e ônibus fora de controle. Para minha surpresa, em A Casa do Lago eles assumiram um tom contido, sem as idios