Fahrenheit 451


Fahrenheit 451: filme dirigido por François Truffaut

A ficção científica cria outra realidade, minuciosa e intrincada, mas não é território exclusivo dos filmes de ação. Nela há espaço para dramas intimistas


Ray Bradbury imaginou um mundo onde os livros serão proibidos. François Truffaut transformou essa ideia ameaçadora numa realidade plausível. Em Fahrenheit 451, de1966, seus bombeiros incendiários queimavam livros ao som de Bernard Herrmann, o mestre das trilhas sonoras. Não espere um filme de ação mirabolante – aliás, tentaram essa tolice num remake de 2018, mas esqueceram de vasculhar o que se passa no universo interno dos personagens. Ainda prefiro esse elegante Truffaut, que tem Oskar Werner, Julie Christie e Cyril Cusack no elenco e Nicolas Roeg na direção de fotografia.


Drops de Cinema
Fahrenheit 451

Data de produção: 1966
Direção: FRançois Truffat
Roteiro: François Truffaut, Jean-Louis Richard, David Rudkin e Helen Scott
Elenco: Oskar Werner, Julie Christie e Cyril Cusack

Comentários

Leia também: