O Segredo dos Seus Olhos: estrelado por Ricardo Darin


O Segredo dos Seus Olhos: filme de Juan Jiosé Campanella

QUANTO MAIS BEM GUARDADOS OS SEGREDOS, MAIOR A NOSSA CURIOSIDADE

Um crime sem solução, um inquérito em aberto e motivos de sobra para querer ver a justiça sendo feita. Dito assim, é fácil classificar O Segredo Dos Seus Olhos, dirigido em 2010 por Juan José Campanella e estrelado por Ricardo Darín, como um filme de mistério policial. A verdade é que essa produção argentina vencedora do Óscar de melhor filme estrangeiro em 2010 vai muito além. Nos conta uma história envolvente, salpicada de momentos de tensão, pitadas de humor e uma certa atmosfera romântica.
        Lembro de ter festejado muito esse Óscar. Não apenas por se tratar de um filme argentino – puxando a brasa para o nosso cantinho sul-americano – mas por trazer uma história muito bem roteirizada, dirigida e interpretada. É cinema de encher os olhos! Porém, tudo o que enxergamos é controlado com mão firme pelo diretor. Ele é habilidoso em nos conduzir entre o passado e o presente, para revelar cada detalhe da investigação em doses precisas, sempre no momento certo. Até surpreender no final.
        Em O Segredo Dos Seus Olhos, Benjamín Chaparro (Ricardo Darin) é um funcionário do judiciário argentino, lotado em um tribunal de investigação em Buenos Aires. Aposentado, decide escrever um livro dando fechamento a uma investigação de assassinato ocorrido há 25 anos. A vítima, a jovem e radiante Liliana Colotto de Morales (Carla Quevedo), deixou o viúvo Ricardo Morales (Pablo Rago) inconsolável. Na época Benjamin revirou pistas com a ajuda do seu parceiro com inclinações etílicas Pablo Sandóval (Guillermo Francella) e de Irene Menéndez-Hastings (Soledad Villamil), a chefe com quem viveu um romance não correspondido. Chegaram muito perto de solucionar o caso, mas forças políticas acima da sua alçada criaram um obstáculo intransponível. Quem sabe agora o mistério possa ser resolvido?
        Além de trazer uma narrativa costurada em flashbacks, O Segredo Dos Seus Olhos transita por diferentes gêneros, misturando elementos de thriller com momentos de comédia, passagens luminosas e outras tantas referências aos filmes noir. Campanella demonstrou seu pleno domínio da linguagem cinematográfica, entrelaçando as diferentes tonalidades com sutileza e sensibilidade, sem jamais perder o controle da história. Antes, porém, teve que se juntar a Eduardo Sacheri, um dos maiores destaques da literatura contemporânea argentina e autor de La Pregunta de sus Ojos, romance que inspirou o filme, para escrever um roteiro exemplar.
        Outro elemento que salta aos olhos nesse filme é a qualidade da produção. Um momento marcante é quando Campanella filma um ousado plano-sequência, onde a câmera desce do céu até um estádio de futebol lotado e percorre as arquibancadas, enquanto o protagonista persegue o assassino. Filmada em três dias, consumiu nove meses de pós-produção, empregando diferentes técnicas digitais para dar a ilusão de que se tratou de uma única tomada.
        Para completar a lista de virtudes, é preciso lembrar que os realizadores souberam escolher um elenco magnético. Encabeçados por Ricardo Darín, entregaram atuações impecáveis, que deram a credibilidade a todos os personagens. É o cinema argentino se sobressaindo como o melhor da América do Sul. Temos aqui uma história policial com atmosfera portenha e terríveis desdobramentos políticos, contada num ritmo envolvente e que nos traz um final marcante. Um grande filme, para dar um tempo naquela estética hollywoodiana que impera no gênero.


 
Filme: O Segredo dos Seus Olhos

Data de produção: 2010
Direção: Juan José Campanella
Roteiro: Juan José Campanella e Eduardo Sacheri
Elenco: Ricardo Darín, Soledad Villamil, Pablo Rago, Javier Godino e Guillermo Francella

Comentários

Leia também:

Siga a Crônica de Cinema