Tempo de Matar

PRECONCEITO RACIAL, DILEMAS MORAIS, LABIRINTOS JURÍDICOS E CINEMA DO BOM!


Tempo de Matar: filme deJoel Schumacher

John Grisham, famoso por seus romances de tribunal, entrou com a história bem costurada. Akiva Goldsman preparou a cuidadosa adaptação para o cinema e Joel Schumacher caprichou na direção. O resultado é Tempo de Matar, filme de 1996 sobre o julgamento de um negro por um tribunal racista do Mississipi, que matou os brancos violentadores da sua filhinha. Matthew McConaughey é o advogado de defesa, Samuel L. Jackson, o réu e Kevin Spacey, o promotor de... justiça.
------------------------------
Sim, o negro Carl Lee confessou: matou os dois brancos. Para o tribunal americano, não interessa se eram os estupradores da sua filha, e menos ainda se a pobrezinha conseguirá se recuperar dos traumas físicos e psicológicos. A opinião pública se divide, o tribunal parece já saber qual será o desfecho e o advogado de defesa não é dos mais conceituados. Tudo conspira contra o réu. Ainda bem que Joel Schumacher acertou a mão na direção desse drama de tribunal, baseado no romance de John Grisham. Apesar de transitar pelos clichês do gênero, o fez com um ritmo ágil, tirando boas atuações do grande elenco, composto entre outros por Matthew McConaughey, Sandra Bullock, Samuel L. Jackson, Kevin Spacey e Oliver Platt. Vale a pena esperar pelo veredito!

Dica de Filme
Tempo de Matar


Data de produção: 1996
Direção: Joel Schumacher
Roteiro: Akiva Goldsman
Elenco: Mathew McConaughey, Samuel L. Jackson, Sandra Bullock, Kevin Spacey e Oliver Platt

Comentários

Leia também: