Escritores da Liberdade

A HISTÓRIA REAL E EDIFICANTE DE COMO A LITERATURA É CAPAZ DE TRANSFORMAR VIDAS



Escritores da Liberdade: filme dirigido por Richard LaGravenese

Que mágica essa professora usará para salvar alunos enjeitados e revoltados, que já entram em sala de aula vitimados por tensões étnicas e sociais e pelo convívio com mazelas e violências? O que parecia impossível vira realidade. Não por mágica, mas por bom senso! Escritores da Liberdade, filme de 2007 escrito e dirigido por Richard LaGravenese é baseado na história real e inspiradora da professora Erin Gruwell e seus alunos de uma escola pública na Califórnia.
------------------------------
Quando a professora Erin Gruwell, interpretada por Hilary Swank chega para o seu primeiro dia de aula vestindo um traje vermelho e usando colar de pérolas, o espectador não tem dúvidas: ela será massacrada. Os adolescentes em ebulição, fracionados entre as gangues de hispânicos, negros e asiáticos logo a enxergam como a inimiga comum, perfeita representante de um sistema opressor dominado pelos brancos e ricos. E o pior de tudo é que ela não tem nada para ensinar além de... literatura!

O Diretor Richard LaGravenese foi preciso na construção da sua história, baseada no livro O Diário dos Escritores da Liberdade, escrito por Erin Gruwell. Ele começa mostrando o quão hercúlea será a tarefa da professora, que além de conquistar o respeito dos alunos precisará vencer a forte oposição dos diretores da escola contrários aos seus métodos. Às derrotas e contratempos vão se sobrepondo pequenas vitórias e quando nos damos conta, a suavidade persistente da professora vence. Mas estamos apenas na metade do filme!

O que vem a seguir é surpreendente. Alunos e professora dão passos gigantescos, muito além do que ousaríamos imaginar nas primeiras cenas. As conexões entre a literatura, a história da humanidade e a própria realidade enfrentada pelos alunos ganham contornos mais nítidos. A criatividade e a ousadia viram forças motivadoras para que a turma realize feitos inimagináveis – e reais!

Em Escritores da Liberdade, os personagens aos quais somos apresentados ganham profundidade e rompem os estereótipos. A narrativa segue fluente, num ritmo seguro, partindo da tensão para a empolgação. O texto é bem escrito e dá ao competente elenco a oportunidade de passar credibilidade. Para quem se preocupa com os rumos da educação, o filme traz uma mensagem otimista e edificante, focada no esforço pessoal e na importância das interações sociais.

A propósito, o título original do livro escrito por Erin Gruwell é The Freedom Writers Diary: How a Teacher and 150 Teens Used Writing to Change Themselves and the World Around Them. Numa tradução livre, seria algo como O Diário dos Escritores da Liberdade: Como Uma Professora e 150 Adolescentes Usaram a Escrita Para Transformar a Eles Próprios e o Mundo ao Seu Redor.


Fabio Belik é autor do livro Ventania

Um romance com sotaque de cinema. Em 278 páginas narra a história de Daniel, um garoto de 9 anos que em 1969 se vê às voltas com o abandono, vivendo momentos de amadurecimento e superação. À venda no Clube de Autores.


 
Filme: Escritores da Liberdade

Ano de produção: 2007
Direção: Richard LaGravenese
Roteiro: Richard LaGravenese
Elenco: Hilary Swank, Scott Glenn, Imelda Staunton e Patrick Dempsey

Comentários

Leia também: