A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça: nessa história, o assassino é de origem sobrenatural

Cena do filme A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça
A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça: dirigido por Tim Burton

UM FILME ONDE OS EFEITOS VISUAIS SÃO USADOS EM FAVOR DA ARTE

Histórias de fantasia e suspense, quando contadas por um diretor que domina a linguagem visual e é dono de uma estética original, preenchem a tela com cenas inusitadas e surpreendentes. A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, de 1999, é um dos filmes mais bonitos de Tim Burton. É sim um filme de terror e suspense, mas o que salta aos olhos é mesmo a sensibilidade artística com que foi realizado. 
        O filme nos conta uma história sobrenatural, que se passa em em 1799. O protagonista é Ichabod Crane (Johnny Deep), um detetive de Nova Iorque destacado para investigar uma série de assassinatos misteriosos no pequeno condado conhecido como Sleepy Hollow. Lá ele encontra vítimas decapitadas e uma atmosfera tão densa de mistério que irá abalar suas convicções na ciência e na racionalidade. Aos poucos, guiado pelos habitantes locais, o detetive vai percebendo que os eventos sobrenaturais descortinados diante dos seus olhos vão muito além das lendas e fantasias. São reais e assustadoras!
        Para o filme A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, o tratamento inicial do roteiro coube a Kevin Yagher. Posteriormente, recebeu a escrita final de Andrew Kevin Walker, experiente roteirista que já havia assinado o roteiro de Se7en: Os Sete Crimes Capitais. Em suas mãos, a história escabrosa foi contada por meio de um roteiro simples e preciso, repleto de referências aos clássicos de terror e de oportunidades para grandes atuações.
        A presença de Johnny Depp em A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça eleva o carisma da produção. Ele nos apresenta um detetive Ichabod Crane que nada lembra os personagens dos filmes de ação. Ao contrário, confere a ele uma delicadeza e uma elegância que o aproximam muito mais dos tradicionais filmes de terror. Inspirado nos clássicos do gênero, esta produção prima pelo requinte, não só nos cenários, figurinos e efeitos visuais, mas também na envolvente trilha sonora. Isso sem contar que o filme ficou com o Óscar de melhor direção de arte, a cargo de Rick Heinrichs.
        A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça traz a marca inconfundível de Tim Burton, um diretor que mantém forte relação com o belo e o encontra onde nós, espectadores, nem sempre costumamos olhar. 

Resenha crítica do filme A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça

Data de produção: 1999
Direção: Tim Burton
Roteiro: Andrew Kevin Walker e Kevin Yagher
Elenco: 
Johnny Depp, Christina Ricci, Miranda Richardson, Michael Gambon, Casper Van Dien, Jeffrey Jones Richard Griffiths, Ian McDiarmid Michael Gough e Christopher Walken

Comentários

Confira também:

O Impossível: a história real da família de María Belón

Menina de Ouro: a história de Maggie Fitzgerald é real?