Super 8: filme de aventura e ficção científica de J.J. Abrams


Super 8: filme dirigido por J J Abrams

DE ONDE VEM A PAIXÃO PELO CINEMA? NÃO SEI! MAS SEI AONDE ELA PODE NOS LEVAR!

J.J. Abrams escreveu e dirigiu, Steven Spielberg produziu e meteu o dedo na história. O resultado é Super 8, uma empolgante homenagem ao cinema, realizada em 2011 com imaginação e competência. Repleto de aventuras, ação e muita inventividade, o filme é uma homenagem aos que vêm o cinema com olhos perdidamente apaixonados.
        Super 8 nos conta a história de Joe Lamb, um garoto criativo que acaba de perder a mãe e tenta se entender com o pai, xerife de uma cidadezinha em Ohio, que não encontra tempo para dar atenção ao filho. Junto com um bando de amigos excêntricos, o garoto abraça um projeto ousado: realizar um filme sobre zumbis para uma competição local. Durante uma das incursões noturnas, os promissores cineastas acabam registrando um pavoroso acidente de trem e se metem numa trama de suspense e ficção científica.
        Trata-se de um filme de época. A trama acontece no final dos anos 70 e fala de garotos com autoestima elevada, por viverem numa comunidade próspera, que os incentiva a agir com autonomia e criatividade empreendedora. Quando se metem em confusões surpreendentes e perigosas, tentam se livrar usando as artimanhas do próprio cinema, provando que para contar uma boa história é preciso vivenciá-la de corpo e alma!
        O filme lembra algumas das icônicas produções dos anos 80, como E.T. O Extraterrestre e Os Goonies, e tem o bom senso de ressaltar mais a aventura e o envolvimento emocional do que as peripécias da computação gráfica. J.J. Abramans mostra como fazer cinema naquela época exigia doses exageradas de paixão e esforço braçal – coisa que os jovens cineastas de hoje resolvem com um punhado de cliques em equipamentos cada vez mais acessíveis.
        À frente do elenco infantil, Joel Courtney e Elle Fanning esbanjam encantamento e carisma. São beneficiados pelo roteiro inteligente e bem costurado, com ótimas oportunidades para a criação de drama, tensão e suspense. A batuta do talentoso J.J. Abrams, que sabe como reger um espetáculo cinematográfico de puro entretenimento, faz de Super 8 um filme envolvente e divertido, para ser visto e revisto de vez em quando.



Fabio Belik é autor do livro Ventania

Um romance com sotaque de cinema. Em 278 páginas narra a história de Daniel, um garoto de 9 anos que em 1969 se vê às voltas com o abandono, vivendo momentos de amadurecimento e superação. À venda no Clube de Autores.


 


Filme: Super 8

Data de produção: 2011
Direção: JJ Abrams
Roteiro: JJ Abrams
Elenco: Joel Courtney, Elle Fanning, Kyle Chandler, Noah Emmerich, Ron Eldard, Bruce Greenwood, Riley Griffiths, Ryan Lee, Zach Mills, Josh McFarland, Gabriel Basso, Amanda Michalka, Glynn Turman, Michael Hitchcock e David Gallagher

Comentários

  1. A empatia desses garotos me remeteu a minha infância e isso me fez assistir e ver o filme de forma muito lúdica, apesar dos dramas da história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, também acho que jamais deveríamos perder a criatividade e a capacidade de fantasiar. O cinema pode nos manter conectados com essas emoções!

      Excluir
  2. Vários motivos para eu gostar desse filme: se passa em 1979, com garotos na faixa dos 14 anos. A idade que eu tinha na época. Também adorava cinema e poderia ter sido amigo deles; uma história com cara de anos 1980: pessoas comuns em uma situação extraordinária. Pena que, depois desse filme e Cloverfield, J.J. esqueceu como se produz obras-primas e nunca mais acertou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me identifiquei com os personagens, Giogio. Quanto ao JJ Abrams, acho que ele está mais dedicado à função de produtor, que o coloca no centro dos acontecimentos da indústria do cinema. Talvez ele ainda nos surpreenda com outro bom filme.

      Excluir

Postar um comentário

Gostou do texto? Deixe sua opinião.

Leia também:

Junte-se aos seguidores da Crônica de Cinema