O Nome da Rosa


O Nome da Rosa: direção de Jean-Jacques Annaud

A literatura deixa o leitor viajar nas entrelinhas e se abre para várias interpretações. Já o cinema nos entrega um pacote mais fechado, com imagens, vozes e atmosfera musical

Verter O Nome da Rosa para o cinema foi tarefa que coube a toda uma equipe de roteiristas, da qual participou o diretor, Jean-Jacques Annaud, além do próprio Umberto Eco, filósofo da arte que difundiu o conceito de obra aberta e ganhou fama mundial como romancista no início dos anos 80. O filme pinta um retrato sombrio da idade média na Europa, ganhando uma atmosfera mais soturna que a do livro. O monge franciscano com ares de Sherlock Holmes, vivido por Sean Connery, é o elemento racional que enfrenta as forças do misticismo obscurantista. John Turturro encarna novamente o personagem numa série com oito episódios dirigida por Giacomo Battiato e disponível nos serviços de streaming.

Drops de Cinema
O Nome da Rosa

Data de produção: 1986
ireção: Jean-Jacques Annaud
Roteiro: Andrew Birrkin, Gérard Brach, Howard Franklin e Alain Godard
Elenco: Sean Connery e Chriestian Slater

Comentários

Leia também: