O Silêncio dos Inocentes


O Silêncio dos Inocentes: filme dirigido por Jonathan Demme


Um personagem ganha vida quando um ator investe seus recursos dramáticos para caracterizá-lo. Mas quem revela sua verdadeira essência é o autor, ao escrever sua história

O Dr. Hannibal Lecter ganhou dimensões assustadoras por meio das expressões gélidas e da voz perturbadora de Antony Hopkins. O psiquiatra inteligente, sedutor e canibal, que se tornou um assassino em série, foi apresentado ao grande público no filme O Silêncio dos Inocentes, de 1991, dirigido por Jonathan Demme. Quem criou o personagem foi Thomas Harris, em seu livro Manhunter de 1986 – outros quatro romances vieram na sequência, para deleite dos fãs. A história atiçou a criatividade dos produtores de Hollywood e se tornou um enorme sucesso. O roteiro é de Ted Tally, que fez uma ótima adaptação ao contar a história de Clarice, vivida por Jodie Foster, uma estagiária do FBI que caça Buffalo Bill, um outro assassino em série. Ela segue as orientações do Dr. Hannibal, que está em um presídio de segurança máxima. O Silêncio dos Inocentes foi um rolo compressor: arrematou os cinco óscares mais importantes: melhor filme, melhor diretor, melhor ator, melhor atriz e melhor roteiro adaptado. A história ainda hoje continua causando arrepios.


Drops de Cinema
O Silêncio dos Inocentes

Data de produção: 1991
Direção: Jonathan Demme
Roteiro: Ted Tally
Elenco: Anthony Hopkins e Jodie Foster

Comentários

Leia também: