Uma Mente Brilhante: o gênio da matemática às voltas com a esquizofrenia

Uma Mente Brilhante: filme de Ron Howard

UMA HISTÓRIA VERDADEIRA, MAS CARREGADA NAS TINTAS

O John Nash do cinema não é apenas um matemático brilhante e prestigiado no mundo acadêmico. É bom marido, bom pai e bom em... espionagem! Para ficar assim o personagem recebeu a ajuda do diretor Ron Howard, do experiente roteirista Akiva Goldsman e de Russel Crowe, um ator do primeiro time. Uma Mente Brilhante, de 2001, não é uma cinebiografia precisa, mas prova que a linguagem do cinema é capaz de traduzir e expressar as mais complexas facetas da mente humana.
        Uma Mente Brilhante conta a história de John Nash, desde seus primórdios na Universidade de Princeton, quando buscava uma ideia que o ajudasse a se firmar na vida acadêmica. Mergulhando na teoria dos jogos, fez importantes descobertas que lhe renderam prestígio e a oportunidade de trabalhar para o Pentágono, prestando serviços de criptografia. Casou-se com sua ex-aluna Alicia López-Lardé de Harrison e teve um filho. E então veio a esquizofrenia para atormentar suas conquistas.
        Os lampejos na mente de John Nash foram tão intensos que mereceram o Prêmio Nobel de Ciências Econômicas em 1994, mas também pregaram peças que custaram sua lucidez e exigiram um imenso esforço de superação. O excelente roteiro de Akiva Goldsman, adaptado da biografia escrita por Sylvia Nasar, está mais interessado em nos conduzir pelos labirintos da mente do personagem do que garantir precisão histórica – dizem que John Nash ficou muito melhor na foto!
        Além das soluções de roteiro, que adicionou pitadas de suspense, romance e um pouco de thriller, Uma Mente Brilhante contou com a direção segura de Ron Howard. O diretor soube imprimir um ritmo ágil e envolvente, explorando todo o potencial expressivo da história. Tanto esforço foi muito bem reconhecido pelo Óscar: valeu as estatuetas de melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro adaptado e melhor atriz coadjuvante para Jenifer Connely. O filme ganhou também a admiração de todos os que gostam de ser capturados por uma boa história bem contada.




Fabio Belik é autor do livro Ventania

Um romance com sotaque de cinema. Em 278 páginas narra a história de Daniel, um garoto de 9 anos que em 1969 se vê às voltas com o abandono, vivendo momentos de amadurecimento e superação. À venda no Clube de Autores.




Filme: Uma Mente Brilhante

Data de produção: 2001
Direção: Ron Howard
Roteiro: Akiva Goldsman
Elenco: Russel Crowe, Jenifer Conelly, Ed Harris e Paul Bettany

Comentários

  1. Você diz tudo na sua crónica sobre esse excelente filme!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Tenho procurado ser sempre sintético e objetivo

      Excluir

Postar um comentário

Gostou do texto? Deixe sua opinião.

Leia também:

Junte-se aos seguidores da Crônica de Cinema